Slide #1

Servmed Prevenção

(47) 3221-8440

Imprima ou
compartilhe:

Viva Melhor

Dietas da moda ou Reeducação Alimentar?

Dietas da moda ou Reeducação Alimentar?

Para muitas pessoas a palavra “dieta” é sinônimo de tortura, de passar fome e de se privar dos prazeres da vida. Existem diversos tipos de dieta, dieta da lua, detox, da sopa, da proteína e até do tipo sanguíneo. Em sua maioria costumam ser restritivas e com baixo valor calórico. Sem levar em consideração os hábitos, rotina, preferências e necessidades de cada indivíduo.

Semanalmente uma nova “dieta do alface”, um “alimento revolucionador”, e até um “produto milagroso” é lançado nos meios de comunicação, provocando interesse de todos que estão constantemente lutando contra a balança. "Vivemos hoje um terrorismo nutricional. As pessoas não sabem mais o que comer". Foi o que disse a Nutricionista Sophie Deram em entrevista à Gazeta Online. Realmente, vivemos atualmente em um mundo onde os alimentos são bons ou ruins, engordam ou emagrecem, desintoxicam ou provocam inchaço. Os alimentos estão deixando de serem alimentos e se tornando vilões e mocinhos. Este tipo de informação, que está aos nossos olhos quase que diariamente, acaba muitas vezes confundido e gerando ainda mais dúvidas quanto ao que devemos consumir/fazer para perder peso.

Dietas restritas, dietas da moda e promessas farão você perder peso, porém sem qualidade de vida, às vezes de formas não saudáveis, e sem manutenção do peso perdido. Precisamos nos conscientizar e dar a devida importância ao nosso corpo e às respostas que ele nos dá. Não é porque a modelo que está estampada na capa da revista faz a dieta da moda e usa o produto X, que essa dieta ou esse produto seja o ideal para você. Cada indivíduo é único, e as suas necessidades também!

Reeducação alimentar é a palavra de lei. Sem a reeducação alimentar você continuará começando e terminando dietas, perdendo e aumentando o peso e vivendo constantemente na busca de soluções para um “problema” que só será resolvido quando você aprender a comer, quando o ato de comer se tornar realmente prazeroso, e não uma fuga após um dia intenso de trabalho. É importante experimentar novos pratos, aprender a sentir o verdadeiro sabor da comida, seu aroma, beber mais água, comer devagar e o mais importante, ter paciência para que as mudanças aconteçam.

Lembre-se: Não devemos restringir nenhum alimento/nutriente da nossa alimentação, exceto quando sob orientação de médico ou nutricionista.

Bom apetite!
 

Material elaborado por Aline da Silva e Sheila S. Lange - Nutricionistas - SETOR DE PREVENÇÃO - SERVMED

Imprima ou
compartilhe:

Veja mais dicas

Buscar artigos:

Sugira um tema!

Quer saber mais sobre algum assunto relacionado à saúde? Sugira um tema! Quem sabe ele não vira um artigo aqui no Viva Melhor?

Sugestão:

Nome:

E-mail:

© Setor de Prevenção - Servmed Saúde
Telefone: (47) 3221-8440 - Rua 7 de Setembro nº 1.760 - 2º andar – Centro - Blumenau - SC
Desenvolvido por Dataprisma Comunicação Interativa Blumenau

VC4